Germinação Experimental de Canafístula – peltophorum dubium

CANAFISTULA_TOPO
Peltophorum dubium é uma árvore da família Fabaceae. É conhecido como yvyrá-pytá, ibirá puitá guazú, ibirapitá, na Argentina e no Paraguai, árbol de Artigas no Uruguai, e cambuí ou chuva de ouro no Brasil. Possui grandes dimensões, medindo de 20 a 25 metros de altura. Saiba mais em Wikipédia

————————————————————————————————————

Neste post, vou apresentar uma forma experimental de germinação das sementes da Canafístula (Peltophorum dubium)E de modo geral vou apresentar algumas dicas comuns de germinação da maioria das espécies, então vamos lá.

  • Prepare a terra que vai receber as sementes. Nunca deixe-a encharcada ou ressecada, o ideal é deixá-la sempre úmida;
  • Ao depositar as sementes sobre a terra, cubra com no máximo 1cm por cima;
  • Experimente germinar de 1 a 2 sementes por vez, pois em caso de insucesso você terá mais oportunidades;
  • Escolha um lugar que proporcione sol e um determinado momento e sombra em outro;
  • Na hora de regar, dê preferência pela manhã e ao final da tarde quando as temperaturas são mais amenas. E lembre-se, use sempre pouca água.
  • Por último e mais importante, acompanhe de perto os primeiros dias após o plantio, garantindo sempre um substrato úmido

APRESENTAÇÃO DAS SEMENTES

Em primeiro lugar é importante saber que existem muitos tipos de sementes, as quais tem características próprias para o início de sua germinação, umas são duras, outras moles, outras aladas… No caso da  Canafístula (Peltophorum dubium)ela é bem dura pois possui a “dormência tegumentar“, que nada mais é do que uma grossa camada de proteção externa na semente.

GERMINACAO_CANAFISTULA_ECOBRINDES_01

E para “quebrar” essa dormência e iniciar o processo germinativo, é fundamental que a água penetre ao interior da semente, proporcionando a divisão celular e o crescimento da mudinha. Para isso, iremos preparar as sementes para o cultivo.

PREPARANDO AS SEMENTES

Para conseguirmos fazer com que a água penetre na semente e quebrar a sua dormência tegumentar, iremos escarificar / raspar levemente alguns lados da semente. E para isso, vamos utilizar uma pequena lixa de unha, ou qualquer outra lixa fina que você tenha em mãos, conforme figura abaixo.

GERMINACAO_CANAFISTULA_ECOBRINDES_02

PREPARANDO O VASO E O SUBSTRATO

Um outro ponto muito importante é o substrato vegetal (terra), que deve receber as sementes sempre úmido, nunca encharcado ou seco. Caso o seu kit não tenha vindo com um sachet de substrato, ele pode ser encontrado com facilidade em qualquer loja de jardinagem ou mesmo em floriculturas, a um custo bem baixo. Para este exemplo da Canafístula, vamos usar apenas duas sementes.

GERMINACAO_CANAFISTULA_ECOBRINDES_03

ESCOLHA UM BOM LOCAL, REGUE E AGUARDE…

Prontinho, fizemos a nossa parte e agora a Natureza irá fazer a dela… E se tudo correr bem em poucos dias você já terá sua mudinha de Canafístula. Por fim, é muito importante manter as 2 regas diárias sempre com pouca água, pelas manhãs e finais de tarde. Também é fundamental encontrar um bom lugar para o vasinho, onde bata sol em boa parte do dia, mas que também proporcione um pouco de sombra. Isto vai permitir um equilíbrio e o substrato irá permanecer sempre úmido.

TEMPO DE GERMINAÇÃO

O tempo de germinação pode variar de semente para semente por inúmeros fatores, mas aqui em nosso experimento ela ocorreu em 7 dias corridos. Abaixo de cada foto você notará a data em que ela foi tirada e assim você acompanha a cronologia de todo o processo. As sementes deste experimento foram depositadas em 05 de Setembro de 2019

GERMINACAO_CANAFISTULA_ECOBRINDES_04

GERMINACAO_CANAFISTULA_ECOBRINDES_05

GERMINACAO_CANAFISTULA_ECOBRINDES_06

GERMINACAO_CANAFISTULA_ECOBRINDES_07

GERMINACAO_CANAFISTULA_ECOBRINDES_08

Capricho da natureza não é mesmo !! Impressionante como é bonito acompanhar de pertinho este processo, muito bacana. É isso aí pessoal, vou ficando por aqui neste post e espero que tenham gostado da experiência. Sempre que quiserem postem aqui suas dúvidas, sugestões, bem como compartilhem suas experiências conosco neste lindo processo de nascimento de uma nova árvore !

OPÇÃO DE GERMINAÇÃO USANDO ALGODÃO

Outra experiência de germinação das sementes de Canafístula pode ser feita com algodão ao invés do substrato comum.  Veja abaixo o passo a passo.

1 – Tenha em mãos os seguintes itens: 2 pedaços (bolinhas) de algodão, uma lixa de unha, um pouco de água e claro, as sementes de canafístula.

2 – O próximo passo é escarificar / lixar levemente a base da semente (a parte mais pontuda). Lixe pelas laterais, mas com cuidado para não danificar a semente. Esta escarificação permitirá que a água (elemento da vida) penetre na semente proporcionando a germinação.

3 – Depois de escarificar as sementes, prepare o vasinho com algodão, acomode as sementes e coloque um pouco de água para umedecer a base. Finalize colocando o outro pedaço de algodão por cima, fazendo uma espécie de “saduiche” com as sementes ao meio. Coloque um pouco mais de água e em seguida retire o excesso de água, pressionando o algodão por cima (com os dedos).

Cubra as sementes com outro pedaço de algodão e retire o excesso de água:

4 – Agora vem a parte mais espetacular, a germinação.  Entre  5 e 10 dias sua semente irá absorver a água  e iniciar o processo maravilhoso da vida. Nos primeiros dias, a multiplicação celular irá se concentrar em criar uma raíz longa para absorver mais nutrientes, enquanto prepara e ensaia a saída efetiva das primeiras folhas “protetoras”. Repletas de clorofila, folhas iniciais verdes e bem escuras,  proporcionam intensa respiração celular e geram energia suficiente  até que o caule e a folhagem definitiva se formem.

5 – Com os brotos germinados, aguarde até conseguir  pelo menos 3cm de raiz para que possa ser possível  seu plantio em uma vaso maior, desta vez contendo substrato orgânico (terra fértil). Faça uma abertura em meio ao substrato contido no vaso com uma caneta ou objeto similar e, com cuidado, enterre a raiz até que fique firme e estável.  Agora é só regar e aguardar ela crescer e se fortificar, até que seja possível seu plantio definitivo.

E esse é o fantástico resultado!! O maravilhoso espetáculo da vida !!  Esta pequena árvore irá se desenvolver  (como nossos filhos) e se transformar em algo extremamente útil para o planeta. No caso dela, converterá  gás carbônico em oxigênio,  filtrará o ar que respiramos, nos dará flores belas e harmônicas tal qual é a criação, nos encherá de esperanças e idéias virtuosas. Um belo exemplo  da  exuberância da natureza e de quem a criou. Note como é bela e simples a mágica da vida !

A Ecobrindes testou e aprovou este método simples de germinação. Utilize você também!

Related Posts with Thumbnails
Digg This
Reddit This
Stumble Now!
Buzz This
Vote on DZone
Share on Facebook
Bookmark this on Delicious
Kick It on DotNetKicks.com
Shout it
Share on LinkedIn
Bookmark this on Technorati
Post on Twitter
Google Buzz (aka. Google Reader)

106 comments

  1. Bom dia. Tenho uma dúvida. No caso da germinação no algodão é necessário deixar em local q bata sol/sombra e regar 2x ao dia tbm, como na germinação em terra???

  2. Olá Josilene, obrigado por seu contato. No algodão a umidade permanece por mais tempo, então é uma questão de observar e cuidar para não encharcar. São poucas gotas, apenas para deixar a base umedecida e permitir a germinação, que ocorre em poucos dias. Não tem segredo !! Boa sorte com sua mudinha e qualquer coisa é só entrar em contato de novo. Abs

  3. Fiz o plantio ela está crescendo muito bonita. Já tem um mês. Está crescendo saudável vou transferir na praça perto de casa. Qual o tempo ideal para fazer isso. Obrigado.

  4. Olá Marcos obrigado por seu feedback !! E que ótima notícia… Então, eu sugiro aguardar um pouco até que o caule dela se torne mais resistente. Eu creio que em uns 3 meses ela já estará mais forte e ai sim você faz o plantio definitivo. Mais uma dica… quando for transplantá-la, mantenha a mesma terra em que ela já está (na cova), pois assim ela pode sentir menos a diferença de PH do solo. Boa sorte e sempre que quiser envie-nos sues comentários. Boa noite !

  5. Olá! Gostaria de saber se ela pode ser cultivada em um vaso bem grande sem ser replantada no chão.
    Temos pouco espaço no prédio para plantar.

  6. Olá boa tarde Eliskarla. Vamos lá, sim é possível. Nós também temos uma aqui em vaso, com idade de mais de 10 anos. Entretanto ela não ficará muito alta pela própria limitação da raíz e por exemplo a nossa nunca deu uma florada :( Mas fica muito legal e a experiência vale a pena. Qualquer outra dúvida é só perguntar. Boa sorte com a mudinha, obrigado por seu contato e boa tarde.

Join the Conversation

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>